The Abigail Oath

We'll call it "The Abigail Oath" and require all new sysadmins to swear it.

MySQL: Binlogs Backup Full E Incremental

| Comments

Mysql binlogs são logs de todos os comandos enviados para o mysql, ele captura todos os comandos executados, desde um simples INSERT até um DROP DATABASE e insere indices atraves de datas e numeros sequenciais. É uma ferramenta muito poderosa, utilizada na replicação de banco de dados e também na realização de backups incrementais.

Por padrão, diversas distribuições linux deixam essa opção desabilitada nos pacotes tradicionais do mysql-server, se este for o caso da sua instalação, habilite o binlog no seu servidor

/etc/mysql/my.cnf
1
2
log_bin                 = /var/lib/mysql/mysql-bin.log
expire_logs_days        = 10

O expire_logs_days é a quantidade de dias que os bin-logs devem permanecer no servidor antes que sejam deletados, já na primeira linha, indica onde os bin-logs serão salvos, neste caso em /var/lib/mysql, é uma boa idéia separar a pasta onde os arquivos serão salvos caso você deseje realizar o backup incremental.

[root@jazz ~]# ls -la /var/lib/mysql/mysql-bin.*
-rw-rw---- 1 mysql mysql 27287 Jul 15 15:02 /var/lib/mysql/mysql-bin.000001
-rw-rw---- 1 mysql mysql 35873 Jul 15 15:02 /var/lib/mysql/mysql-bin.000002
-rw-rw---- 1 mysql mysql   107 Jul 15 15:03 /var/lib/mysql/mysql-bin.000003
-rw-rw---- 1 mysql mysql    57 Jul 15 15:03 /var/lib/mysql/mysql-bin.index
[root@jazz ~]#

Embora no diretorio destino exista mais de um binlog, apenas um está ativo no momento, você pode verificar qual e em qual posição o mesmo se encontra executando o seguinte comando:

deadcow@jazz ~ $ mysql -u root -e 'SHOW MASTER STATUS;'
+------------------+----------+--------------+------------------+
| File             | Position | Binlog_Do_DB | Binlog_Ignore_DB |
+------------------+----------+--------------+------------------+
| mysql-bin.000003 |      107 |              |                  |
+------------------+----------+--------------+------------------+
deadcow@jazz ~ $

Agora iremos criar uma database para exemplificar o uso do binlog

1
2
3
4
5
6
7
8
CREATE DATABASE `bk_test`;
USE `bk_test`;
CREATE TABLE `bk_test_t1` (
    `id` INT NOT NULL AUTO_INCREMENT,
    `test_field` VARCHAR(30) NOT NULL,
    `time_created` TIMESTAMP NOT NULL DEFAULT CURRENT_TIMESTAMP,
    PRIMARY KEY (`id`)
) ENGINE=InnoDB;

e então inserir algumas entradas

1
2
3
4
USE `bk_test`;
INSERT into `bk_test_t1` (test_field) VALUES ('val1');
INSERT into `bk_test_t1` (test_field) VALUES ('val2');
INSERT into `bk_test_t1` (test_field) VALUES ('val3');

Agora temos um banco de dados ativo com entradas validas para a realização de um backup, primeiro iremos realizar um full backup em nosso banco

mysqldump -uroot -p --all-databases --single-transaction --flush-logs \
--master-data=2 > full_backup.sql

A flag –flush-logs é utilizada para que o binlog ativo seja fechado e um novo seja criado, –master-data=2 adiciona comentários no dump com os indices do binlog, já a flag –single-transaction é utilizada para a realização consistente de dumps de bancos InnoDB, para quem não está familiarizado, uma forma simples de explicar uma transaction é dizer que é um unico comando, caso alguma entrada falhe, o comando inteiro será descartado e nenhuma alteração será feita no banco.

[root@jazz ~]# ls -la /var/lib/mysql/mysql-bin.*
-rw-rw---- 1 mysql mysql 27287 Jul 15 15:02 /var/lib/mysql/mysql-bin.000001
-rw-rw---- 1 mysql mysql 35873 Jul 15 15:02 /var/lib/mysql/mysql-bin.000002
-rw-rw---- 1 mysql mysql  1208 Jul 15 15:13 /var/lib/mysql/mysql-bin.000003
-rw-rw---- 1 mysql mysql    57 Jul 15 15:03 /var/lib/mysql/mysql-bin.index
[root@jazz ~]# mysqldump -uroot -p --all-databases --single-transaction \
> --flush-logs --master-data=2 > full_backup.sql
Enter password:
[root@jazz ~]# ls -la /var/lib/mysql/mysql-bin.*
-rw-rw---- 1 mysql mysql 27287 Jul 15 15:02 /var/lib/mysql/mysql-bin.000001
-rw-rw---- 1 mysql mysql 35873 Jul 15 15:02 /var/lib/mysql/mysql-bin.000002
-rw-rw---- 1 mysql mysql  1251 Jul 15 15:26 /var/lib/mysql/mysql-bin.000003
-rw-rw---- 1 mysql mysql   107 Jul 15 15:26 /var/lib/mysql/mysql-bin.000004
-rw-rw---- 1 mysql mysql    76 Jul 15 15:26 /var/lib/mysql/mysql-bin.index
[root@jazz ~]#

Agora iremos adicionar algumas entradas novas ao banco para exemplificar o backup incremental

1
2
3
4
USE `bk_test`;
INSERT into `bk_test_t1` (test_field) VALUES ('val4');
INSERT into `bk_test_t1` (test_field) VALUES ('val5');
INSERT into `bk_test_t1` (test_field) VALUES ('val6');

Como realizamos o flush-logs no backup full, as novas entradas devem estar no arquivo mysql-bin.000004, para realizarmos o backup incremental de forma consistente, precisamos iniciar um novo binlog e copiar o arquivo (ou arquivos) para outra localidade, para iniciar um novo binlog execute

[root@jazz ~]# mysqladmin -uroot -p flush-logs
[root@jazz ~]# ls -la /var/lib/mysql/mysql-bin.*
-rw-rw---- 1 mysql mysql 27287 Jul 15 15:02 /var/lib/mysql/mysql-bin.000001
-rw-rw---- 1 mysql mysql 35873 Jul 15 15:02 /var/lib/mysql/mysql-bin.000002
-rw-rw---- 1 mysql mysql  1251 Jul 15 15:26 /var/lib/mysql/mysql-bin.000003
-rw-rw---- 1 mysql mysql   885 Jul 15 15:38 /var/lib/mysql/mysql-bin.000004
-rw-rw---- 1 mysql mysql   107 Jul 15 15:38 /var/lib/mysql/mysql-bin.000005
-rw-rw---- 1 mysql mysql    95 Jul 15 15:38 /var/lib/mysql/mysql-bin.index
[root@jazz ~]#

Agora temos os componentes para realizar um restore a partir de um backup full e um incremental, nosso banco agora está desta forma

mysql> USER bk_test;
Database changed

mysql> SHOW TABLES;
+-------------------+
| Tables_in_bk_test |
+-------------------+
| bk_test_t1        |
+-------------------+
1 row in set (0.00 sec)

mysql> SELECT * FROM bk_test_t1;
+----+------------+---------------------+
| id | test_field | time_created        |
+----+------------+---------------------+
| 1  | val1       | 2012-07-15 15:13:53 |
| 2  | val2       | 2012-07-15 15:13:53 |
| 3  | val3       | 2012-07-15 15:13:54 |
| 4  | val4       | 2012-07-15 15:33:50 |
| 5  | val5       | 2012-07-15 15:33:50 |
| 6  | val6       | 2012-07-15 15:33:52 |
+----+------------+---------------------+
6 rows in set (0.00 sec)

mysql>

Digamos agora que acidentalmente a database que utilizamos foi completamente removida

mysql> DROP DATABASE bk_test;
Query OK, 1 row affected (0.00 sec)

mysql> show databases;
+--------------------+
| Database           |
+--------------------+
| information_schema |
| mysql              |
| performance_schema |
| test               |
+--------------------+
4 rows in set (0.00 sec)

mysql>

Tudo bem! temos o backup full e estamos a salvo certo?!

deadcow@jazz ~ $ mysql -u root < full_backup.sql
deadcow@jazz ~ $ mysql -u root
mysql> use bk_test;
Database changed

mysql> SELECT * FROM bk_test_t1;
+----+------------+---------------------+
| id | test_field | time_created        |
+----+------------+---------------------+
| 1  | val1       | 2012-07-15 15:13:53 |
| 2  | val2       | 2012-07-15 15:13:53 |
| 3  | val3       | 2012-07-15 15:13:54 |
+----+------------+---------------------+
3 rows in set (0.00 sec)

mysql>

Este backup não está completo, havia 6 entradas e agora só existem 3, mas ainda temos o backup incremental de um periodo posterior ao backup full, vamos aplica-lo

[root@jazz ~]# cd /var/lib/mysql/
[root@jazz mysql]# mysqlbinlog mysql-bin.000004 | mysql -u root bk_test
[root@jazz mysql]# mysql -u root bk_test

mysql> SELECT * FROM bk_test_t1;
+----+------------+---------------------+
| id | test_field | time_created        |
+----+------------+---------------------+
| 1  | val1       | 2012-07-15 15:13:53 |
| 2  | val2       | 2012-07-15 15:13:53 |
| 3  | val3       | 2012-07-15 15:13:54 |
| 4  | val4       | 2012-07-15 15:33:50 |
| 5  | val5       | 2012-07-15 15:33:50 |
| 6  | val6       | 2012-07-15 15:33:52 |
+----+------------+---------------------+
6 rows in set (0.00 sec)

mysql>

E tudo está recuperado, sem dores de cabeça. a ferramenta mysqlbinlog acompanha o pacote de instalação do mysql-server, ela retorna os comandos do binlog em plaintext e através dela é possivel recuperar o banco de dados, também pode se redirecionar a saida do programa para um arquivo e então editá-lo para excluir queries destrutivas antes de executar no mysql.

Além disso é possivel passar como parametro um periodo especifico de tempo para o mysqlbinlog, é muito util para recuperar pequenas quantidades de entradas perdidas em um banco de dados, desde que se conheca o periodo.

mysqlbinlog --start-datetime="2012-07-15 15:13:53" \ 
--stop-datetime="2012-07-15 15:13:54" mysql-bin.000004|mysql -uroot bk_test

Existem outras dezenas de possibilidades no MySQL que poucas pessoas conhecem, procure blogs, assine feeds e procure crescer profissionalmente através do seu conhecimento, facilite sua vida e a da sua empresa!

Referencias:

Comments